55+ 11 3171-3446         secretaria@segurancahumana.org

Ministério estuda parceria voltada à primeira infância com instituto da ONU

Ministério estuda parceria voltada à primeira infância com instituto da ONU

Secretário Especial do Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra, recebeu representantes do Instituto de Segurança Humana, que apresentaram o projeto Ovinhos

A utilização do audiovisual para propor um debate sobre o desenvolvimento sustentável, já a crianças da primeira infância, foi tema de reunião no Ministério da Cidadania, nesta terça-feira (1). O secretário especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra, recebeu representantes do Instituto de Segurança Humana, ligado à Organização das Nações Unidas (ONU). Eles vieram apresentar o projeto Ovinhos, série de desenhos animados que estimula um diálogo em torno dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs).

Na série, os personagens em formato de ovo cantam, brincam e dançam enquanto vivem pequenos desafios, abordando temas como educação infantil, erradicação da pobreza e da fome, agricultura sustentável e água potável, entre outros. A ideia é orientar as famílias em relação à formação da criança, incentivando a participação no cotidiano e promovendo o desenvolvimento saudável. O lançamento dos episódios no Brasil está marcado para o dia 15 de dezembro.

Para o secretário Lelo Coimbra, a ideia é inovadora e, em algum momento, ela poderá ser customizada para atender demandas da pasta em relação ao conteúdo que o Ministério da Cidadania quer desenvolver com as crianças de até seis anos de idade, principalmente aquelas atendidas pelo Criança Feliz. “Vamos ver que tipo de conexão pode ser feita com os nossos programas. O material deles é interessante, bem produzido. Após a nossa análise, se avaliarmos que fortalece as nossas atividades, vale a pena investir em uma parceria para aprofundarmos os temas com o nosso público alvo”, disse.

O vice-diretor do Instituto de Segurança Humana para América Latina e Caribe, Adrianno Moraes, vê o programa Criança Feliz como um grande potencial para trabalhar os temas dos ODSs e, ao mesmo tempo, ganhar escala. “O Criança Feliz já é um projeto incrível e nós podemos reforçar esta ação com os nossos personagens. O programa vai até a casa das crianças e nós, com a série animada, podemos deixar algo dentro desses lares”, explicou.

O Criança Feliz leva orientações semanalmente para as famílias do Cadastro Único para Programas Sociais até os três anos de idade e para beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) até os seis anos, sobre a melhor forma estimular o desenvolvimento infantil. Coordenado pelo Ministério da Cidadania, o Criança Feliz promove o desenvolvimento adequado na primeira infância, integrando ações nas áreas da cultura, do desenvolvimento social, da educação, da saúde, da justiça e dos direitos humanos. O programa está presente em 2.620 municípios e já atendeu, até o momento, 781 mil crianças e gestantes. No total, foram realizadas mais de 21,2 milhões de visitas por cerca de 18,8 mil profissionais.